Posted on

Congelamento do ar condicionado

Monitore a temperatura do seu ambiente de TI com nossos dispositivos:

Seu ar congela? Por que?

Usar equipamentos de conforto para ambiente de TI é uma prática que embora não recomendada seja comum, principalmente devido ao alto custo de equipamentos de precisão que custam até 12 x mais que um equipamento convencional.

As diferenças entres os dois sistemas são muitas, mas no inverno uma delas fica mais evidente que é o congelamento do ar condicionado.

Por que o ar condicionado congela?

O ar condicionado é uma bomba de calor que retira o calor do ambiente interno e transfere para o ambiente externo.

A unidade interna que “gera” o ar frio é chamado de evaporador e a parte externa que sai o ar quente é chamado de condensador.

Vários fatores podem causar o congelamento da unidade interna como: Falta de gás, Filtro de ar obstruido, serpentina suja e o mais comum no inverno: super rendimento do condensador.

Todos os outros fatores podem ser corrigidos com manutenção preventiva adequada, mas o super rendimento do condensador é mais crítico justamente por não depender da manutenção.

Imagine que um sistema de ar condicionado é projetado para uma condição de conforto ou seja: Quando está frio lá fora, queremos um ambiente quente dentro, quando está quente lá fora queremos, um ambiente frio aqui dentro.

Mas os equipamentos de TI não “sentem frio”, ou seja a condição de refrigeração precisa estar ativada o tempo todo. Mesmo em condições em que a temperatura externa é muito baixa como nas noites de inverno.

Ocorre que quando a temperatura externa é muito inferior a temperatura interna, o gás refrigerante responsável pela condução do calor interno para o ambiente externo, se resfria muito rápido, voltando para a unidade evaporadora muito frio. Nesse caso a temperatura necessária para que o gás novamente absorva calor é muito baixa, abaixo de 0°C, como a água se congela nessa temperatura, temos a formação de gelo na unidade interna.

O gelo inicia uma reação em cadeia, pois interfere no fluxo do ar, diminuindo a troca do calor, fazendo com que a temperatura diminua, que gera mais gelo, que interfere no fluxo de ar… Esse ciclo faz com que o ar condicionado mesmo operando, não refrigere o ambiente, e caso nada seja feito, causa a quebra do compressor, causando diversos prejuizos.

Outro risco é que quando ocorre o degelo, o dreno não suporta a quantidade de água que deveria passar por ele, e acaba transbordando a bandeja, deixando cair água no ambiente e por vezes, danificando equipamentos eletrônicos.

Alguns equipamentos dispõe de sensores de detectam o conngelamento e desligam o compressor para fazer o degelo, mas isso aumenta a temperatura interna podendo causar defeitos nos servidores, além do risco de dados por vazamento de água.

Mas e qual a solução?

É possivel manter o equipamento funcionando e reduzir o risco de congelamento. Para isso faz-se uso de um recurso de controle de condensação. Esse recurso é nativo em equipamentos de ar condicionado do tipo inverter, mas pode ser agregado uma solução para unidades de ar condicionado que não tenham esse recurso.

Trata-se de um dispositivo que monitora a pressão do gás dentro do circuito e caso a pressão esteja abaixo do ideal, fenomeno que ocorre durante o super rendimento do condensador,  desliga ou diminui a velocidade do ventidador externo, assim fazendo com que se ajuste o  redimento do condensador a uma condição ideal, reduzindo o risco de congelamento da unidade porém mantendo o sistema refrigerando adequadamente.

Mas é claro que nada disso é suficiente se não houver equipamento reserva e um controle de rodizio dos equipamentos.

Nosso parceiro Ageon, dispoe do produto Fan Speed que foi especialmente desenvolvido para melhorar a segurança operacional do sistema.

Visite: http://www.ageon.com.br/produtos/fanspeed/, ou nos consulte para maiores informações

Resumindo:

Falha: Congelamento do evaporador com perda do rendimento e vazamento de água.

Causas: Falta de gás refrigerante, filtro de ar obstruído, serpentina suja, super rendimento do condensador.

Solução: Manutenção preventiva, limpeza, instalação de controlador de condensação.

 

Importante:

Tenha sempre um sistema de monitoramento e notificação de temperatura em seu ambiente, evitando problemas causados pela alta temperatura.

Posted on

Módulo de controle de ar condicionado Split

logoNovo módulo de controle de ar condicionado para split.

Opera em modo automático e manual.

Em modo automático pode operar em várias combinações: N+1, 2N+1, 1N+2, 2N+2, etc.

Efetua o rodizio em tempos pré programados

Efetua o rodizio de equipamentos por falha nas máquinas operantes.

Verifica se o ar condicionado está ligado, após o envio do comando através de sensor de corrente.

Monitora a temperatura e aciona a unidade reserva caso a unidade operante esteja apresentando um problema de baixa eficiência.

Permite a integração com módulos para aquisição de dados de operação via rede LAN.

Pode ser integrado a discadores GSM para notificação de alertas por SMS.

Display com teclado para configuração direta sem software.

Fácil instalação.

Serve para qualquer modelo de split que tenha a opção de auto restart. *Dispomos de módulos que substituem placas de ar condicionado antigas sem a função auto restart.

A instalação é dividida em dividida em módulo sendo um módulo mestre que controla os equipamentos e módulos escravos que recebem o comando do mestre e fazem a as operações nas unidades evaporadoras.

Para fazer a instalação, basta passar a alimentação da unidade interna pelo módulo escravo e interligar os módulos escravos ao módulo mestre, o sistema é enviado pré configurado para facilitar a instalação e operação.

 

Veja abaixo um vídeo com as principais características: